Vacina antirrábica fortaleza 2022

Cia da Ração realiza nesse sábado (11) Vacinação antirrábica, orientação  veterinária e vermifugação para animais da comunidade – Tv Nordeste Vip

A vacina antirrábica é um tipo de imunização que protege as pessoas contra a raiva, uma doença infecciosa grave causada pelo vírus rábico. A raiva é transmitida principalmente através da mordida de animais infectados, como cães, gatos e morcegos. Se não tratada, a raiva pode levar à morte em poucos dias.

Em Fortaleza, a vacina antirrábica é oferecida gratuitamente pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em unidades de saúde da cidade. Em 2022, a SMS está intensificando a campanha de vacinação em toda a cidade, com o objetivo de atingir a cobertura vacinal de 95% da população. A campanha começou em janeiro e deve se estender até dezembro de 2022.

A vacinação é recomendada para todas as pessoas que têm contato com animais de estimação, trabalham com animais ou vivem em áreas com alta incidência de raiva. Além disso, a vacina também é indicada para pessoas que viajam para regiões com alta prevalência da doença.

Para se vacinar, basta comparecer a uma unidade de saúde munido de um documento de identificação e cartão de vacinação. É importante lembrar que a vacina antirrábica deve ser tomada pelo menos 10 dias antes da exposição ao vírus, para que ocorra a formação de anticorpos suficientes para proteger contra a doença.

Em caso de mordida por animal suspeito de raiva, é importante procurar atendimento médico imediatamente. O tratamento consiste na aplicação de uma série de vacinas e imunoglobulinas, que devem ser administradas nas primeiras 72 horas após a mordida.

Em resumo, a vacina antirrábica é uma medida importante para prevenir a raiva e proteger a população de Fortaleza contra essa doença grave. A campanha de vacinação em 2022 tem o objetivo de atingir a cobertura vacinal de 95% da população, oferecendo proteção contra a raiva para todos que se vacinarem. Se você tem contato com animais ou vive em áreas com risco de raiva, não deixe de se vacinar e proteger a sua saúde.

Saúde - Jornal das Lajes

Jornal das Lajes