No texto encontramos a afirmação ciência só é ciência cercada pela margem da incerteza da duvida

Calaméo - Textos Finalistas 2019

A ciência é um campo de estudo que busca compreender e explicar o mundo natural e as leis que regem o funcionamento do universo. Como tal, a ciência é um processo contínuo de pesquisa, experimentação e descoberta, que busca sempre avançar o conhecimento e a compreensão humana da realidade.

Uma das principais características da ciência é a sua capacidade de mudar e se adaptar à medida que novos conhecimentos são adquiridos. Isso significa que a ciência está sempre cercada pela margem da incerteza e da dúvida, pois novas descobertas podem alterar ou mesmo refutar teorias e hipóteses anteriormente aceitas.

Essa margem de incerteza é fundamental para o progresso da ciência, pois permite que os cientistas questionem e testem continuamente suas hipóteses e teorias, e sejam dispostos a mudá-las caso sejam apresentadas evidências contrárias. Isso garante que a ciência se mantenha sempre atualizada e próxima da verdade, e evita que ela se torne dogmática ou estagnada.

Além disso, a margem de incerteza também é um lembrete constante de que o conhecimento humano é limitado e que sempre há mais a ser descoberto e compreendido. Isso nos incentiva a continuar buscando novas respostas e explicações, e a estar sempre abertos à possibilidade de mudança e progresso.

Em resumo, a afirmação de que a ciência só é ciência cercada pela margem da incerteza e da dúvida é verdadeira, pois essa característica é fundamental para o progresso da ciência e para garantir que ela se mantenha próxima da verdade. Sem ela, a ciência corre o risco de se tornar dogmática e estagnada, e perder sua capacidade de mudar e evoluir com o conhecimento.

LINGUAGENS VERBOVISUAIS E DO DESIGN

Portal de Livros Abertos da USP