Camada espinhosa da epiderme

Epiderme - Pele - Dermatologia - InfoEscola

A camada espinhosa, também conhecida como camada pré-queratinizada, é uma das cinco camadas da epiderme, a camada mais externa da pele. Ela se situa logo abaixo da camada córnea, a camada mais externa da epiderme, e acima da camada basal, a camada mais interna.

A camada espinhosa é composta principalmente por células chamadas queratinócitos, que são responsáveis por produzir queratina, uma proteína fibrosa que é importante para a resistência e elasticidade da pele. Essas células também possuem lamelas, ou camadas, que são formadas por filamentos de queratina.

A camada espinhosa tem uma função importante na proteção da pele contra danos e infecções. Ela forma uma barreira física que protege o corpo contra a entrada de micróbios e outros patógenos, além de ajudar a manter a umidade da pele. Além disso, a camada espinhosa também atua como uma camada de revestimento, ajudando a manter a pele lisa e macia.

A camada espinhosa é uma camada dinâmica e está constantemente sendo renovada. Os queratinócitos da camada espinhosa são produzidos na camada basal e, à medida que eles se movem para cima, começam a produzir queratina e se desenvolvem em células maduras. Quando essas células atingem a camada córnea, elas morrem e são descamadas, permitindo que novas células sejam produzidas na camada basal.

Em algumas condições, como no caso da dermatite seborreica, a camada espinhosa pode ficar espessa e produzir excesso de queratina, o que pode levar a coceira e descamação da pele. Além disso, em casos de doenças como o lúpus ou o vitiligo, a camada espinhosa pode ficar danificada e levar a alterações na cor e na textura da pele.

Em resumo, a camada espinhosa da epiderme é uma camada importante na proteção e manutenção da saúde da pele. Ela é formada por células queratinócitos que produzem queratina e formam uma barreira física contra danos e infecções. A camada espinhosa é constantemente renovada e, em condições normais, mantém a pele lisa e macia. No entanto, em algumas condições, a camada espinhosa pode ficar

Epiderme (pele) – Wikipédia, a enciclopédia livre

Wikipédia