A teoria evolucionista proposta por darwin

Darwinismo: seleção natural e neodarwinismo - Mundo Educação

Os Poríferos: Características e Importância na Ecologia Marinha

1: O que são os Poríferos?

Os Poríferos, também conhecidos como esponjas, são animais multicelulares que pertencem à classe Porifera. Eles são encontrados principalmente em ambientes marinhos, mas também podem ser encontrados em água doce e até mesmo em ambientes terrestres. As esponjas são caracterizadas por serem imóveis e por possuir uma estrutura esponjosa que é composta principalmente por água.

2: Como os Poríferos se reproduzem?

Os Poríferos podem se reproduzir de maneira assexuada ou sexuada. A reprodução assexuada ocorre através da fragmentação, quando uma parte da esponja se desprende e se transforma em uma nova esponja. A reprodução sexuada ocorre através da liberação de gametas, que são células reprodutivas, para o meio externo. Quando os gametas se unem, formam um zigoto, que se desenvolve em uma nova esponja.

3: Qual a importância ecológica dos Poríferos?

Os Poríferos são animais muito importantes para o ecossistema marinho. Eles são responsáveis por filtrar grandes quantidades de água, retirando partículas inorgânicas e orgânicas, e também por produzir oxigênio durante o processo de fotossíntese. Além disso, os Poríferos são importantes na cadeia alimentar, pois são consumidos por outros animais.

4: Quais são as principais espécies de Poríferos?

Existem cerca de 10.000 espécies de Poríferos conhecidas até o momento, mas as espécies mais comuns são a esponja vermelha, a esponja branca e a esponja de vidro. Cada uma dessas espécies possui características e hábitats únicos, mas todas são importantes para o ecossistema marinho.

5: Os Poríferos estão ameaçados de extinção?

Infelizmente, algumas espécies de Poríferos estão ameaçadas de extinção devido à exploração excessiva por parte do ser humano, como a coleta de esponjas para fins medicinais e a destruição de habitats. Além disso, a poluição e o aquecimento global também podem afet

É possível conciliar criacionismo e evolucionismo nas escolas?

Gazeta do Povo