Como se formou a cordilheira dos andes

Cordilheira dos Andes: onde fica, mapa, importância - Brasil Escola

A Cordilheira dos Andes é uma cadeia montanhosa que atravessa a América do Sul de norte a sul, da Colômbia até a Terra do Fogo, no Chile e Argentina. Com mais de 7 mil quilômetros de extensão e alturas que chegam a mais de 6 mil metros, é a cordilheira mais longa e alta do mundo. Mas como essa imponente cadeia montanhosa se formou?

A Cordilheira dos Andes é resultado de uma complexa série de eventos geológicos que ocorreram ao longo de milhões de anos. A região onde hoje se encontra a cordilheira foi, durante muito tempo, um oceano chamado Tethys. Há cerca de 180 milhões de anos, o oceano Tethys começou a se fechar, e as placas tectônicas que o compunham começaram a se mover.

Essa movimentação das placas tectônicas foi responsável por criar as condições necessárias para a formação da Cordilheira dos Andes. As placas tectônicas se moveram lentamente, colidindo uma com a outra e criando uma zona de convergência. A placa oceanica Nazca, que se encontrava abaixo da placa continental South American Plate, começou a ser incorporada à placa continental, sendo "engolida" pelo manto da Terra. Essa colisão das placas tectônicas causou a formação de montanhas, pois a placa oceanica é mais densa e, ao ser incorporada à placa continental, "empurra" a terra para cima, criando uma região montanhosa.

A Cordilheira dos Andes é caracterizada por ter uma estrutura orogênica, ou seja, é formada por uma série de camadas de rochas que foram empurradas uma sobre a outra durante a colisão das placas tectônicas. Essas camadas de rochas são compostas principalmente por rochas ígneas e metamórficas, que são resultado da transformação de outras rochas por processos de altas temperaturas e pressões.

Além da colisão das placas tectônicas, outros fatores também contribuíram para a formação da Cordilheira dos Andes. Por exemplo, a erosão e o intemperismo, que são responsáveis por moldar a paisagem atual das montanhas. O clima também desempenhou um papel importante na formação da cordilheira, com a ação do vento e da água, que contribuíram para a erosão das rochas e para a

Cruzando a Cordilheira dos Andes de carro

Catraca Livre