Onde se originou a peste negra

Peste negra - Biquipédia

A peste negra, também conhecida como a grande peste ou a peste bubônica, foi uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Yersinia pestis. Esta doença foi responsável por uma das mais mortais pandemias da história da humanidade, matando cerca de 75 a 200 milhões de pessoas no século 14.

A origem da peste negra é um assunto de debate entre os historiadores, mas a maioria concorda que ela surgiu na região do Mar Cáspio, que inclui a atual Rússia, Cazaquistão, Turcomenistão, Uzbequistão e Irã. A partir daí, a doença se espalhou rapidamente através da Europa, África e Ásia, chegando ao Egito, ao Oriente Médio e à China.

A peste negra se espalhava principalmente através de ratos e pulgas que viviam em áreas sujas e com alta concentração de pessoas, como cidades e portos. As pessoas que contraíam a doença desenvolviam febre alta, dor de cabeça, dor no corpo e, em casos graves, o surgimento de inchaços dolorosos chamados bubões. A maioria das pessoas que contraía a doença morria em questão de dias.

Apesar de ter sido uma das mais devastadoras pandemias da história, a peste negra também teve um impacto significativo na economia e na sociedade da época. Como muitas pessoas morreram, havia uma escassez de trabalhadores, o que resultou em aumento dos salários e melhores condições de trabalho para aqueles que sobreviveram. Além disso, a peste negra também teve um impacto nas crenças religiosas da época, com muitas pessoas acreditando que era um castigo divino pelos pecados da humanidade.

Apesar de ter sido uma das doenças mais mortais da história, a peste negra foi controlada nos séculos seguintes graças ao desenvolvimento de tratamentos médicos e às medidas de controle de doenças, como o isolamento de pessoas doentes e a limpeza de áreas infestadas de ratos. Hoje em dia, a peste negra ainda é uma doença presente em algumas partes do mundo, mas é raramente fatal devido ao avanço da medicina.

O que foi a Peste Negra? - Brasil Escola

Brasil Escola - UOL