Qual a justificativa da rússia ao tentar impedir a adesão da ucrânia a otan

Rússia está mais perto de invadir Ucrânia? Os novos desdobramentos da crise  - BBC News Brasil

A Rússia tem sido historicamente contra a expansão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e a adesão da Ucrânia à OTAN tem sido um ponto de tensão entre os dois países. A Rússia argumenta que a adesão da Ucrânia à OTAN levaria a uma ameaça à sua segurança nacional e diminuiria a influência da Rússia na região.

Para a Rússia, a Ucrânia é vista como uma região de grande importância estratégica, e a adesão da Ucrânia à OTAN seria interpretada como uma ameaça à sua soberania e ao seu papel de liderança na região. Além disso, a Rússia tem uma longa história de relações com a Ucrânia e tem visto a adesão da Ucrânia à OTAN como uma tentativa de os Estados Unidos e a Europa de interferir nos assuntos internos da Rússia e da Ucrânia.

Outra preocupação da Rússia é que a adesão da Ucrânia à OTAN levaria à instalação de bases militares da OTAN na Ucrânia, o que seria interpretado como uma ameaça direta à sua segurança. A Rússia argumenta que a instalação de bases militares da OTAN na Ucrânia prejudicaria a estabilidade na região e levaria a uma escalada da tensão entre a Rússia e a OTAN.

Em resumo, a Rússia tem tentado impedir a adesão da Ucrânia à OTAN porque vê isso como uma ameaça à sua segurança nacional e ao seu papel de liderança na região, além de uma tentativa de interferência dos Estados Unidos e da Europa nos assuntos internos da Rússia e da Ucrânia. A Rússia também teme que a instalação de bases militares da OTAN na Ucrânia prejudique a estabilidade na região e leve a uma escalada da tensão entre a Rússia e a OTAN.

Rússia invade Ucrânia: 10 questões para entender a crise - BBC News Brasil

BBC