Letra do hino a ditosa cidade

João Viu/ No Céu Não Entra Pecado/ Canta Meu Povo/ Ditosa Cidade/  Desapareceu Um Povo (pot-pourri) | Samuel Mariano - LETRAS

O hino "A Ditosa Cidade" é um cântico de louvor à cidade de São Paulo, capital do estado homônimo e uma das mais importantes metrópoles do Brasil. Composto pelo poeta e advogado José Bonifácio de Andrada e Silva, também conhecido como "Patriarca da Independência", o hino foi escrito em 1831 e oficialmente adotado como o hino da cidade em 1929.

A letra do hino começa exaltando a beleza e a riqueza da cidade de São Paulo, destacando sua fertilidade e sua importância como centro cultural e econômico. A seguir, o hino celebra a diversidade étnica e cultural de São Paulo, que abriga pessoas de várias partes do mundo.

O hino também faz referência às dificuldades enfrentadas pelos habitantes de São Paulo ao longo de sua história, mas afirma que esses obstáculos foram superados graças à força de vontade e determinação dos paulistanos.

A letra completa do hino "A Ditosa Cidade" é a seguinte:

"A ditosa cidade, ao pé da serra, Na terra onde nasci, a mais formosa Do Brasil, onde o sol, a lua e a terra Unem suas forças em harmonia pura.

São Paulo, a rica, a florida e bela, Que em teus campos férteis a Natureza Deu o seu mais belo esplendor e riqueza, E a ti deu o título de capital.

Tu és a cidade dos povos estrangeiros, Que ao teu solo vieram trabalhar, E que a ti deram seus costumes e seus louvores, Em todas as línguas, em todas as cores.

São Paulo, tu és a cidade dos braços fortes, Que com o suor do teu povo construíste, E que, a despeito de todas as amarguras, Sempre te levantaste, mais bela e mais rica.

São Paulo, tu és a cidade dos grandes homens, Que a ti deram seus nomes e seus feitos, E que, a despeito de todas as trevas, Sempre te iluminaram, mais brilhante e mais forte.

São Paulo, tu és a cidade dos grandes amores, Que a ti deram seus afetos e suas paixões, E que, a despeito de todas as desventuras, Sempre te fizeram mais bela e mais feliz.

São Paulo, tu és a ditosa cid

7 - Quão Ditosa Cidade | PDF

Scribd